Sábado, 16 de Fevereiro de 2019

Hora Certa

Contato Cel.:
Ligue:
12 - 99605-9010
12 - 99666-5474


Estações Hidrológicas
Estações Pluviométricas
Publicidade Lateral
Enquete
Como você acompanha Portal News Web TV?

 Facebook
 Site Oficial
 Instagram
 Grupo Whats

Horóscopo
Redes Sociais


Estatísticas
Visitas: 992341 Usuários Online: 733


Bate Papo

Digite seu NOME:


Região do Vale do Paraiba
Publicada em 25/01/19 às 09:24h
Assassinatos aumentam e crimes contra o patrimônio caem em 2018 no Vale, diz SSP
Relembre os homicídios e latrocínios de maior repercussão na região no ano passado. Estado divulgou os indicadores de dezembro na quinta-feira (24).

TV Portal News


 (Foto: Arquivo Reportagem Vanguarda)


 

Por Portal News Web TV - 25/01/2019 - 10h23

O número de assassinatos aumentou e os crimes contra o patrimônio, como furto e roubo, caíram em 2018 no Vale do Paraíba. Isso é o que apontou o balanço da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), divulgado na quinta (24). A região segue sendo a mais violenta do interior paulista.

O número somado de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) e latrocínios (roubo seguido de morte) na região subiram de 350 em 2017, para 364 no ano passado - aumento de 4%.

Entre os crimes de maior repercussão em 2018 estão o do homem de 58 anos, morto durante um assalto na zona sul de São José em agosto. Ele foi assassinado na frente da filha e da esposa. O carro da família foi levado.

Também em São José, um gari foi morto com um tiro á queima roupaenquanto trabalhava e um cobrador foi assassinado durante uma tentativa de assalto a um coletivo no Jardim Imperial. Os dois crimes foram em fevereiro.

Em julho, uma andarilha grávida foi morta e teve o bebê roubado do útero em Paraibuna. O corpo dela foi encontrado perto da represa da cidade. Em Taubaté, uma adolescente de 15 anos foi morta a tiros em uma praça do Água Quente, no mesmo mês.

Patrimônio

Os crimes contra o patrimônio diminuiram na região em 2018:

·         roubos: queda de 16,8 %

·         roubo de carga: queda de 19,4%

·         roubo de veículos: queda de 1,9%

·         furto: queda de 9,2%

·         furtos de veículos: queda de 8,6%

Taxa de homicídio por 100 mil

Apesar dos mais de 350 assassinatos, a região atingiu uma das menores taxas de vítimas de homicídios da série histórica. Foram 13,8 por grupo de 100 mil habitantes no Vale do Paraíba em 2018. Em 2016, por exemplo, a essa taxa chegou a 17,05.

Já a média estadual de 2018 foi de 6,7 vítimas por 100 mil no ano passado. Em São José, maior cidade da região, essa taxa ficou abaixo da média, sendo 5,5. Em Taubaté foi de 13,1 e Jacareí, 16,3. Em Guaratinguetá, esse indicador disparou, sendo de 32,3 - sendo o maior número desde 1999.

Para Célio José da Silva, diretor do Deinter 1, que comanda a Polícia Civil na região, apesar da diferença entre os indicadores das cidades, o balanço do trabalho em 2018 é positivo.

"No ponto de vista de homicídio, em São José dos Campos, tivemos redução. Ocorre que em Guaratinguetá e Cruzeiro tivemos um aumento considerável, que puxou a média. A Polícia Civil atua depois que o crime acontece e temos um índice de 90% de esclarecimento, levando os autores à prisão. No caso dos estupros, a maioria acontece dentro de casa ou por alguém próximo, é difícil prevenir porque não é na luz do dia e feito por um estranho. Os demais índices são positivos e queremos reduzir ainda mais neste ano", analuou o delegado.

G1 procurou a PM para comentar os indicadores, por email, na noite de quinta, e aguarda resposta da corporação.

Fonte: G1 Vanguarda





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
Seja bem vindo a nossa página. VOLTE SEMPRE. Nós da Equipe da Portal News Web Tv. ficamos muito felizes com sua escolha. Obrigado.
Copyright (c) 2019 - TV Portal News - Todos os direitos reservados