Sábado, 20 de Outubro de 2019

Hora Certa

Contato Cel.:
Ligue:
12 - 99605-9010
12 - 99666-5474


Estações Hidrológicas
Estações Pluviométricas
Publicidade Lateral
Enquete
Como você acompanha Portal News Web TV?

 Facebook
 Site Oficial
 Instagram
 Grupo Whats

Horóscopo
Redes Sociais


Estatísticas
Visitas: 1389710 Usuários Online: 49


Bate Papo

Digite seu NOME:


Campos do Jordão SP
Publicada em 05/09/19 às 07:37h
FOI CONFIRMADO NA TARDE DE HOJE (4) PELA PREFEITURA DE CAMPOS DO JORDÃO O PRIMEIRO CASO DE SARAMPO EM CAMPOS DO JORDÃO.
Criança apresentou os sintomas em julho!

TV Portal News


 (Foto: Assessoria de Comunicação)

Por Portal News Web TV 05/09/2019  07h40

Neste ano, seis casos suspeitos foram identificados na cidade, em dois a doença foi descartada; três aguardam resultado de exame e em um a doença foi confirmada. Trata-se de uma criança de um ano e sete meses, moradora da região central da cidade. A criança apresentou os sintomas em julho, foi tratada, não teve nenhuma complicação e passa bem.

Seguindo o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde, a Vigilância Epidemiológica, fez o bloqueio aplicando a vacina em pessoas que tiveram contanto com os seis pacientes suspeitos. 404 pessoas foram vacinadas nestas circunstâncias, na cidade.

Quem deve se vacinar?

A Secretaria de Saúde informa que a prioridade, neste momento, é a aplicação da vacina em crianças com idades entre 6 e 11 meses, para a primeira dose. A Vigilância Epidemiológica também pede aos pais para observarem a data de vacina da segunda dose e manter as vacinas prescritas na caderneta de vacinação em dia.

Crianças mais velhas e adultos, até 59 anos, que não estejam com a vacinação em dia, ou que não sabem se já tomaram a vacina, também devem ser vacinadas. Quem já foi vacinado, não precisa tomar a vacinar novamente.

Em Campos do Jordão, a vacina é oferecida na Sala de Vacinas, que fica na Rua Brigadeiro Jordão, 217. Abernéssia.

7 dúvidas comuns sobre o sarampo e a vacina

O Brasil só esteve atrás da Venezuela em número de casos de sarampo nas Américas em 2018. E esse surto, aliado à campanha nacional de vacinação, fez muitas pessoas perguntarem sobre a doença – dos sintomas aos tratamentos.

1. Quem não sabe se já tomou a vacina deve se imunizar?

Se não há comprovação de vacinação prévia, é importante tomar todas as doses recomendadas, sim. Elas estão disponíveis na rede pública – mais abaixo, você verá o protocolo adequado para cada idade.

2. Caso a pessoa tome uma dose adicional, há risco para a saúde?

Não. As reações alérgicas, raríssimas, tendem a aparecer na primeira dose.

3. A vacina do sarampo protege contra outras doenças?

Sim. A versão tríplice viral estimula a produção de anticorpos contra sarampo, rubéola e caxumba. Já a tetra viral também afasta o risco de catapora (varicela).

4. Há algum componente na vacina do sarampo capaz de desencadear reação alérgica?

Embora seja raro, componentes do imunizante podem causar reações alérgicas em indivíduos predispostos. O produto contém as seguintes substâncias potencialmente alergênicas: albumina humana, sulfato de neomicina (antibiótico), gelatina e traços de proteína do ovo de galinha. No Brasil, uma das vacinas empregadas na rede pública carrega traços de lactoalbumina (uma proteína do leite de vaca).

5. Quais os cuidados que os pacientes alérgicos devem ter?

Foi demonstrado, em muitos estudos, que mesmo pessoas com alergia grave ao ovo possuem um risco baixíssimo de reações anafiláticas após tomarem suas doses contra o sarampo. No entanto, é indicado que esses indivíduos, por precaução, sejam vacinados em locais que ofereçam condições de atendimento de anafilaxia.

Crianças com alergia grave ao leite de vaca (reações imediatas como anafilaxia) não devem receber a vacina tríplice viral, que contém lactoalbumina.

Pelo sim, pelo não, os alérgicos a algum componente do imunizante podem conversar com seu médico antes de irem para o posto.

6. Quantas doses da vacina eu preciso tomar e quando?

Deve-se seguir o calendário orientado pelo Ministério da Saúde. O esquema vacinal contra o sarampo para crianças é de uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses (a tetra viral) de idade.

Para a turma de até 49 anos que não cumpriu esse esquema, o Ministério preconiza:

• Até os 29 anos: duas doses, da tríplice ou tetra viral

• Dos 30 aos 49 anos: dose única, da tríplice ou tetra viral

Quem já tomou duas dessas injeções durante a vida não precisa mais se preocupar. Mas em caso de surtos – ou mesmo durante campanhas de reforço da vacinação –, não custa tomar uma picada adicional. Nessas situações, siga as instruções das autoridades.

As duas doses padrão garantem uma proteção de mais ou menos 90% contra o sarampo. E uma terceira poderia turbinar ainda mais nossas barreiras imunológicas.

7. Quais os sintomas do sarampo?

O sarampo apresenta os seguintes sintomas: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e mal-estar intenso. Logo depois, as manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, costumam dar as caras.

Não há tratamento específico para o sarampo. O próprio corpo lida com o vírus, embora os médicos possam lidar com os sintomas e consequências dele.

Fonte: Posted on 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Seja bem vindo a nossa página. VOLTE SEMPRE. Nós da Equipe da Portal News Web Tv. ficamos muito felizes com sua escolha. Obrigado.
Copyright (c) 2019 - TV Portal News - Todos os direitos reservados